Estamos aqui para ajudar.

Butterfly 2.4 - Android

Notas da versão

Esta nova versão traz novas funcionalidades para a monitorização materno-fetal por ultrassons:

  • Predefinições reotimizadas: OBST 1/GIN e OBST 2/3 
  • Ferramenta de cálculo do diâmetro médio do saco 
  • Modo Sons do coração fetal para detetar, ouvir e medir a frequência do coração fetal (apenas EUA, Canadá; apenas iQ+)

Agora também pode dividir rascunhos de estudos em múltiplos ou mover as capturas para outros estudos.

Se tiver dúvidas ou precisar de apoio, visite support.butterflynetwork.com. Obrigado por fazer parte da comunidade Butterfly!

Problemas conhecidos

  • As chamadas de TeleGuidance por vezes não funcionam quando iniciadas. Sair e entrar novamente na chamada normalmente resolve o problema.
  • Uma definição «normal» (energia mais alta) para obstetrícia não se encontra disponível de momento para o iQ+. A definição «baixa» foi validada como sendo capaz de gerar imagens de diagnóstico aceitáveis. Atualmente, se mudar para «normal» a predefinição Obstetrícia não aumentará a energia.
  • Aconselhamos a não deixar a sonda ligada ao seu dispositivo móvel, pois isso pode gastar a bateria da sonda.
  • Os utilizadores do Galaxy Tab S6 podem apresentar taxas de fotogramas abaixo do ideal em algumas predefinições do modo M.
  • A bateria da sonda iQ pode descarregar, quando a sonda fica sem ser utilizada durante algum tempo. É mais preciso e por isso recomendável determinar o nível da bateria ligando a sonda em vez de premir o botão da sonda para visualizar os LED.
  • Os utilizadores do Android não podem marcar todas as notificações como lidas.
  • A pré-visualização das miniaturas dos exames localizados na bobina de exames pode parecer distorcida. Isto não afeta os dados guardados. Pode clicar na miniatura para ver a imagem correta. 
  • A opção "Criar arquivo" pode aparecer aos utilizadores sem privilégios de administrador, mas esses utilizadores não conseguirão criar arquivos.
  • Um utilizador do iQ+ num tablet (tanto iOS como Android) na predefinição Órgão pequeno pode obter uma imagem trapezoidal invertida a 1 cm e 2 cm de profundidade. Embora inesperado, para a visualização de estruturas menos profundas é aconselhável manter a profundidade a 1-2 cm.
Este artigo foi útil?
Utilizadores que acharam útil: 0 de 0
Obrigado pelo seu feedback

Lamentamos que não tenha respondido à sua pergunta. Estamos aqui para ajudar. Contacte-nos